sábado, 22 de janeiro de 2011

Olá pessoal,
Gostaria de partilhar com vc a postagem que fiz na Rede Educação em Foco.
Espero que gostem...



Hoje vamos conversar sobre o tipo de relação que nós, enquanto escola, gostaríamos de ter com as famílias de nossos alunos.

Este sempre foi um assunto muito tratado nas escolas em que trabalhei.
Passamos  muito tempo reclamando que a família não participa da vida escolar das crianças, não ajuda nas tarefas, não vão nas reuniões quando convocados, entre outras queixas. Até compreender que precisávamos  fazer alguma coisa para reverter este quadro. Afinal, a escola têm a obrigação de articular com a família, como está previsto no ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente e também na  Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira.

Assim algumas ações foram realizadas durante o ano para envolver todos da família:
  • Reunião no inicio do ano com a equipe diretiva para apresentar o corpo docente e demais funcionários;
  • No ato da matrícula é feito um cadastro da família, para melhor conhecimento da realidade em que o aluno está inserido. Entre outras coisas é perguntado: nome dos pais , local de trabalho, escolaridade, quantos membros na família, com quem a criança vive, quem toma conta, se a criança é alergica ou toma algum medicamento.
  • Reunião com as professoras da turma para expor o trabalho a ser desenvolvido durante o ano, método de alfabetização, explicação de como a família pode auxiliar nos deveres de casa, entre outros assuntos.
  • Convite para as famílias participarem do Conselho Escolar.
  • Comunicado mensal passando toda a agenda da escola durante aquele período, aniversariantes, eventos e outros.
  • Quando necessário visitas domiciliares.
  • Palestras com temas de interesse da família: pesquisa realizada durante a primeira reunião.
  • Festas e comemorações com a paricipação de toda comunidade escolar.
  • Festa de pais e filhos.


E a sua escola, como tem buscado interagir com as famílias? Conte para gente um pouquinho. Aguardo seu comentário.




Quer saber mais sobre este assunto?


Um grande abraço,

Maristela

4 comentários:

Ana Paula disse...

Excelente post! Realmente a relação com a escola não deveria se limitar apenas a reuniões pedagógicas. A prof que ficará com meu filho este ano me encontrou quando fui fazer a matrícula e disse que ela é receptiva a conversas em qualquer momento, sem precisar esperar por reuniões. Achei ótimo. Bjs

Débora CRos disse...

Olá Maristela,
em nossa escola tomamos todas estas atitudes. Além dessas estabelecemos parceria com a equipe de educação especial da secretaria da educação com o Projeto Escola da Família. Trata-se de um curso com palestras de temas diferenciados que vão ao encontro das necessidades e interesse dos pais. O encontros são semanais sendo que após a palestra, cada dia com um profissional, os pais saboreiam um lanchinho. Além disso, temos parceria com a Unidade Básica de Saúde e contamos com a presença mensal de agentes comunitários que pesam e medem as crianças. Basicamente é isso.
Abç
Débora CRos
http://diariodacoordenacao.blogspot.com

selma pereira disse...

Oi Maristela....que ótimo post, sabe que eu sou uma mãe bem ausente em relação a relação de escola x pais,apesar de pequeno ainda me limito a ir nas reuniões e me comunico com a professora pela agenda..rsrs.

Com certeza essa relação deveria ser estreitada, e tenho coincidência disso, esse seu post veio como um cutucão em mim, para tentar me corrigir o quanto antes.

Bjs.
Selma

Anônimo disse...

Bom dia,querida 1º quero parabenizá-la por seu blog simplesmente maravilhoso!!!!!Em "minha escola" zona rural fazemos das reuniões de pais uma grande festa,recebemos os pais sempre com uma mensagem,fotos das atividades trabalhadas no bimestre em (data show),logo os pais vão a sala receber as provas e atividades realizadas e depois fazemos um delicioso lanche,onde é servido suco,lanchinho e doce.